quinta-feira, 8 de novembro de 2018

Dancing Brasil 4 - Ep.07 (07/11/2018)

O Dancing Brasil é um programa tão bem produzido, cheio de glamour, com todo aquele jeito de espetáculo que, às vezes, a gente até esquece que sua base é ser um reality show de eliminação e no episódio de ontem - o 7º da temporada, parece que tal característica sobressaiu tanto que chegou a tirar boa parte do brilho da noite, infelizmente. E falar disso não é fácil, mas a gente chega lá.



💃Terra das Mil Danças
A abertura aconteceu ao som de um medley de "Land of 1000 Dances"(Wilson Picket) com "A Little Less Conversation"(Elvis Presley). Durante a primeira música, os bailarinos deram seu costumeiro show de dança, mostrando suas mil e muitas danças; quando começou a música de Elvis, os competidores entraram mostrando que ali não tinha muita conversa e sim, muita dança. Abertura simples, mas eficaz. Xuxa não participou e já entrou no palco apresentando assim que a dança terminou. O diferencial ficou por conta das participações "especiais": o trio de jurados anunciando o início do programa com suas plaquinhas e a plateia que também aprendeu uma microcoreografia para acompanhar os casais na dança

Finalmente acharam uma utilidade pra essas plaquinhas de notas tão baixas, afinal eles são exigentes, não cruéis


Se bem que se fosse para dar nota pela sincronia da plateia, as tais plaquinhas seriam bem uteis...


💞Juntos e Felizes
O título da canção dançada por Valéria Valenssa, Happy Together, bem que poderia sintetizar a sintonia do nosso Dancing Couple, Xu & Ju no comando do programa. Além disso, esses dois estavam numa elegância só - não que isso seja raro, mas ontem estava digno de triplo dez. A Rainha usou mais um dos vestidos do seu próprio guarda-roupa, enquanto o maridão seguiu na linha com mais um de seus tradicionais ternos Ricardo Almeida.

XU&JU: o Dancing Couple arrasando na elegância
Foto: Blad Meneghel


💬Vale a pena falar

🖤Cisne Negro ou O Corvo?
Oscar Filho e Dani De Lova literalmente se libertaram da gaiola da zona de risco. A apresentação que começou chamando atenção pela excelente maquiagem de Oscar - uma mistura dos protagonistas de O Cisne Negro e O Corvo - , logo desviou a atenção para uma ousada valsa criada por Dani. Foi, no mínimo, surpreendente ver Oscar tão fora do universo do humor que o ajudava nos ritmos mais "alegres" e mesmo assim conseguindo ser convincente no ar misterioso e sério que a caracterização pedia.

É um cisne? Um corvão?
Não, é o Oscar todo maquiadão


🎉Colocando o Tio Sam para sambar
Juliana Rios e Tutu Morasi trouxeram a pitada de Brasil para a noite. A moça que desde o primeiro episódio chamou atenção por sua simpatia, agora vem mostrando que nessa simpatia tem muita dança. Não é que ela encarnou a sambista carioca que encanta o gringo com seu gingado direitinho?  Uma apresentação bem elogiada e surpreendente para quem não imaginava que Juliana, nas palavras de Fernanda Chamma: "engessada", sambava tão bem. Merece ir muito longe no jogo.

Agora a gente entende aquele refrão:
"Samba, Juliana, samba, Juliana"


👕Always... shirtless
Bernardo e Bia dançaram rumba, maaaasss... Pois é, a apresentação teve muitos "mas" por parte dos jurados. Na verdade, o que acabou chamando atenção mesmo foi o corpo do rapaz, que ultimamente vem ficando mais exposto e com isso o júri foi unânime em dizer que esteticamente funciona, mas tecnicamente não. E olha que o apelido "corpinho de Photoshop" nem é dele. Mas se não rendeu boas notas, serviu de gancho para o bom humor de Junno:



🦁 GRR >> GRRR >> GRRRRR
_ Pérola:"O paso doble vai ser uma coisa mais séria, mais forte!"
_ Fernando: "O desafio é trazer uma Pérola mais potente, mais GRRR".
Quem ia imaginar que as falas do casal no VT exibido antes da apresentação seriam a causa do momento mais divertido da noite? Pois é, o paso doble do casal foi forte, foi sério, foi lindo (a gente até já se acostumou com isso). Mas foi justamente esse GRRR do Fernando que fez a seriedade tomar um vraaaaá do leque do deboche.

Jaime não ficou 100% satisfeito com a apresentação e foi falar que queria mais GRRR. Só que existem GRRR e GRRRRRRR. Ah, gente... quem não viu, pode até não entender direito, mas os GIFS abaixo dizem tudo - não só pela brincadeira, mas pela reação de Fernanda e, principalmente, Xuxa. 

Quando você acha que conhece seu amigo, mas ele ainda te surpreende

_ Cadê o leãozinho ruge-ruge que tava aqui?
_ A Pérola pegou!


🤒Spice Girl... Sick Boy
Algo inédito - em todas as temporadas - aconteceu nesse episódio. Nós já vimos participantes se acidentarem e, em razão disso, ficarem sem se apresentar em algum episódio e até mesmo serem desclassificados se tal ausência for consecutiva. Dessa vez o problema foi com um dos Técnicos. Djeiko, partner de Camila Rodrigues, se sentiu mal antes da apresentação e não teve condições de se apresentar. Por conta disso, Lucas Nunes, que fez dupla com Franciele Grossi até a sua eliminação no 3º episódio, assumiu o lugar do moço na apresentação. Com poucas horas de ensaio, a dupla não tinha como render o suficiente para uma coreografia mais elaborada, o que acabou refletindo na nota: a mais baixa da noite.

Vocês se lembram do meu gingado? Continua o mesmo!
Mas o meu partner... Quanta diferença


🎧Dance a dança, ouça a música
Tivemos algumas músicas em versões bastante incomuns neste episódio. Um cover mais "animadinho" de Hello, da Adele, a dramática You Don't Own Me numa versão hip hop - pop e até a famosa Chiclete com Banana, toda funkeada. Olha só a lista:

Abertura:  Land of 1000 Dances [Wilson Pickett] (1966)
                  A Little Less Conversation [Elvis Presley]  (1968)

1. Oscar Filho & Dani De LovaYou Don’t Own Me [Grace ft. G-Eazy]  (2015)
Ritmo: Valsa
Nota: 27

2. Juliana Rios & TutuChiclete com Banana [Samba-Rock & Swing]  (2015)
Ritmo: Samba
Nota: 27

3. Bernardo Velasco & Bia MarquesAlways [Gavin James]  (2018)
Ritmo: Rumba
Nota: 24

4. Valéria Valenssa & Jefferson AndradeHappy Together [The Turtles]  (1967)
Ritmo: Foxtrote
Nota: 24

5. Amaral & Bruna Bays369 [Cupid ft. B.O.B.]  (2008)
Ritmo: Jive
Nota: 25

6. Pérola Faria & Fernando PerrottiThe House of the Rising Sun [Santa Esmeralda]  (1978)
Ritmo: Paso Doble
Nota: 27

7. Camila Rodrigues & Lucas NunesWannabe [Spice Girls]  (1996)
Ritmo: Cha Cha Cha
Nota: 21

8. Allan Souza Lima & Carol DiasHello (Versão Cover) [Vanda May] (2015)
Ritmo: Zouk
Nota: 27

9. Lu Andrade & MarquinhosLittle Talks [Of Monsters and Men]  (2011)
Ritmo: Quickstep
Nota: 27

Encerramento: Glitterball [Sigma ft. Ella Handerson] (2015)


🤔Reality Show
Lembram que começamos falando que a característica de ser um reality show de eliminação dessa vez parece ter roubado boa parte do brilho da noite?
Como de costume, as três menores da noite foram para a zona de risco e elas foram de Valéria & Jefferson; Bernardo & Bia (ambos com 24 pontos) e Camila & Lucas (21 pontos). Na votação popular, Valéria não conseguiu aprovação suficiente e foi eliminada da competição.



Sim, Valéria Valenssa! E a partir daqui queremos deixar claro que não estamos dizendo que Valéria era nossa preferida, até porque já são quatro temporadas escrevendo sobre o programa e sempre procuramos ser imparciais, mas a eliminação de ontem nos faz refletir sobre os critérios que a maioria usa para votar.

Vamos aos fatos: Valeria era dona, até então, da 2ª maior pontuação da temporada se somarmos suas notas ao longo dos episódios. Em contrapartida, Bernardo e Camila são os donos das menores notas em geral. Mesmo assim, o público decidiu que a "Recordbeleza" fosse a 6ª eliminada do programa.

Valéria eliminada: uma trajetória de ótimas notas interrompida na metade da competição pela votação

Curiosamente, um pouco antes de começar o programa, Xuxa e Junno haviam feito uma live (via Instagram) enquanto estavam indo para os estúdios da Casablanca, e comentaram sobre o fato da votação nem sempre favorecer aqueles que tem um melhor desempenho. Eles pediram que o público, na hora de votar, avaliasse a dança e não quem eles tinham maior simpatia (que isso deveria ficar para outros realities, como A Fazenda).

Infelizmente, o apelo não surtiu o efeito e a sensação da eliminação de Valéria parece injusta, dando margem a um pensamento de que o público ainda não entendeu a diferença de um reality de dança para um reality de comportamento. Não queremos e nem podemos desmerecer a dedicação dos outros dois casais. Não é dizer que não merecem, a questão é que, dessa vez, havia quem merecesse mais.

Bom, se pensarmos bem, o tipo do programa já nos diz tudo: reality show - show de realidade - e a realidade nem sempre é o que esperamos. Parabéns à Valéria e Jefferson pelo ótimo desempenho, farão muita falta. 

Parabéns à Camila & Djeiko (ou Lucas) e Bernardo & Bia que também se dedicam semana após semana e têm agora a chance de mostrar porque ainda não era hora de deixar a competição.
Que vençam os melhores! 

Taí um casal que não tem o risco de sair do nosso coração
#Xu&Ju





Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...