terça-feira, 19 de dezembro de 2017

Dancing Brasil Especial - 18/12/2017

Fim de ano chegando e mais uma vez nossa Rainha marcou presença nas comemorações (obrigado, Record TV). Na última segunda-feira, 18, foi ao ar o Dancing Brasil Especial, uma edição única que compilou novidades e retrospectos da atração que, em 2017, fez história na emissora e, claro, na carreira da loira.
Embora o programa já estivesse gravado desde o dia 03/10 - apenas uma semana após o fim da 2ª temporada - e mesmo com "spoilers" pipocando em revistas, sites e redes sociais, a atração conseguiu manter a surpresa como principal ingrediente.



A exibição do programa veio carregada de ansiedade para o público fiel da loira e com dupla responsabilidade: o peso de integrar a galeria de programas especiais de Xuxa e ser atração que a trouxe de volta a TV depois de uma sentida ausência desde setembro. Ainda estamos nos acostumando com a ideia de não ter Xuxa sempre no ar durante o ano, não é mesmo?

Saudade controlada e especial garantido, vamos ao programa... Como já era de se esperar, a grandiosa abertura foi um dos pontos altos. Ao som de "Viva la Vida", tocada e interpretada pela banda do Dancing Brasil, os bailarinos executaram uma bela performance de dança contemporânea, preparando a chegada de Xuxa. E a Dancing Queen não poderia aparecer de uma maneira mais apropriada: direto de uma disco ball - o maior símbolo da franquia "Dancing With The Stars".

Uma Dancing Queen só poderia surgir de uma disco ball


Os recortes espelhados da disco ball também compuseram o figurino de Xuxa. O belo vestido foi criado pela dupla de estilistas Gabriel Guerreiro e Daniel Cavaleiro, donos da grife Guerreiro Cavaleiro.

Era uma vez... uma Rainha adorada por guerreiros e cavaleiros de todo o reino!


Já na apresentação do júri a primeira novidade: o nosso trio favorito virou um quarteto. O chef americano Buddy Valastro se juntou a Jaime Arôxa, Paulo Goulart Filho e Fernanda Chamma. O apresentador do Batalha dos Confeiteiros (reality da Record TV que terá sua 2ª temporada exibida em janeiro) não fala português, o que obrigou a atração a adotar o recurso de tradução simultânea, o que às vezes se torna incômodo ou confuso para quem está assistindo, mesmo com Buddy não sendo de falar muito.

E o trio virou quarteto...

Aliás, ficou nítido que o dono do Cake Boss não estava muito à vontade na função. Seus comentários foram os mais genéricos possíveis - exceto para sua esposa Lisa, por razões óbvias. Como era um programa só, a gente entende, mas que fique claro: quando os três são demais, o quarto é demais.


Tem problema não, Buddy.
A intenção foi boa!


Já que falamos de Lisa Valastro, vamos aos outros concorrentes da noite: a miss Rayanne Moraes , o cantor Buchecha, os apresentadores Marcos Mion e Ticiane Pinheiro. As estrelas disputaram o prêmio de dois carros 0km: um para o vencedor e outro para o Instituto Ressoar.


Tanto Rayanne quanto Buchecha fizeram uma tímida apresentação e tiveram as notas mais baixas da competição, ficando desclassificados da votação popular.



Marcos Mion protagonizou um dos melhores momentos da noite. O apresentador deu um escorregão e se desequilibrou durante sua apresentação ao lado da nossa conhecida bailarina Bárbara Guerra. Inconformado, ele roubou a cena ao reivindicar à direção, de forma bem humorada, uma nova chance. Nem precisou, mesmo com o incidente, Mion fez a melhor performance entre os todos os concorrentes.

Mionzinho de Jesus... de uma queda foi ao chão! 
(e ainda faturou a competição)


Não dá pra deixar passar a apresentação de Lisa Valastro. A moça claramente estava feliz em estar ali, se divertiu com a chance de fazer as aulas, mas não teve um desempenho acima do que Rayanne e Buchecha apresentaram, mas suas notas foram melhores. E depois de acompanharmos 23 programas, deu para sacar que nosso trio não ficou tão à vontade na hora de dar as notas, pelo menos não as que provavelmente dariam se o marido da moça não estivesse sentado na mesma bancada vibrando. Claro que Buddy lascou um DEZ e que atire a primeira plaquinha aquele que faria diferente de um marido apaixonado... 

Já dizia uma antiga música: "Nosso bolo do amor..."


Ticiane Pinheiro dançou com Tutu Morasi mas, mesmo com seu esforço, não fez uma boa apresentação. Para quem não se lembra, Tici foi uma das escaladas para a 1ª temporada, mas acabou sendo substituída por Bianca Rinaldi, devido a sua rotina de gravações no matinal Hoje em Dia.



Uma ausência foi sentida e logo explicada: a cantora Joelma chegou a ensaiar para participar ao lado de Lucas Teodoro (o Teo), mas acabou não seguindo em frente por recomendações médicas. Jade Barbosa, que dividiu a preferência do público com Mayte Piragibe na final da 1ª temporada, substituiu a cantora na coreografia - sem competir - e dançou mais uma vez ao lado do seu "partner".

Jade e Teo: escancarando a porta da saudade


Jade abriu a porta para a saudade das temporadas anteriores. Além da ginasta, Suzana Alves, Lexa, Maytê Piragibe e Yudi Tamashiro voltaram para reviver a emoção de se apresentar no palco do Dancing Brasil.

Jade se juntou a Lexa e Suzana para um número em conjunto. As três deram um show, como já estávamos acostumados. A surpresa ficou mesmo por conta do momento em que Xuxa pediu desculpas a Lexa por uma brincadeira mais ousada que tinha feito no dia da final da 2ª temporada. Na ocasião, a cantora ficou constrangida com a revelação da loira, o que acabou resultando num descontentamento da moça e sua mãe. Águas passadas e situação resolvida entre elas já há tempos, mas publicamente só agora.

Meninas Superpoderosas ou Três Espiãs Bailarinas Demais?

Segundo a mãe de Lexa, Darlin Ferrattry, o pedido já havia sido feito pela Rainha dias antes da gravação, mas Xuxa fez questão de faze-lo publicamente.




Mas esse não foi o único pedido de desculpas... A última apresentação da noite foi com os vencedores Yudi e Maytê Piragibe. Desde quando foi gravado, muito se falou no momento em que Maytê pedia desculpas a Xuxa por ter se excedido  durante a entrevista para Fábio Porchat no dia da final da 1ª temporada e, mesmo após a exibição do programa especial, diversos sites continuaram insistindo que Xuxa havia ignorado o pedido de desculpas. Não foi nada disso, Xuxa ouviu o que a moça tinha a dizer, disse que não havia problema e apenas não prolongou o assunto. Se o fato de não esticar o assunto com abraços e lágrimas for indicativo de ignorar, podemos dizer que Lexa também ignorou Xuxa? Claro que não! Foram momentos que precisavam acontecer, mas não se tornar o foco da noite. Ficou na dúvida? Reveja o momento e tire suas próprias conclusões.



Maytê e Yudi dançaram tango numa versão inusitada do sucesso de Anitta, Bang. Foi "tiro certo"! E não foi só Bang que ganhou nova roupagem, What a Wonderful World ganhou os potentes vocais de Thalita Pertuzatti numa versão jazz. A banda do programa mais uma vez arrasou em todas as performances. Ficou na dúvida sobre alguma música? A gente ajuda...

Abertura: Viva la Vida [Coldplay] (2008)

1. Rayanne Moraes e Bruno: Over the Rainbow [Judy Garland] (1938) *interpretada por Alirio Netto
Ritmo: Foxtrote

2. Buchecha e Sarah: All Night Long (All Night) [Lionel Ritchie] (1983) *interpretada por Milton Guedes
Ritmo: Samba

3. Marcos Mion e Bárbara Guerra: It's My Life [Bon Jovi] (2000) *interpretada por Alirio Netto
Ritmo: Paso Doble

4. Jade e Téo: Man in the Mirror [Michael Jackson] (1987) *interpretada por Milton Guedes
Ritmo: Rumba

5. Lisa e Paulo Victor: Reach Out I'll Be There [Four Tops] (1966) *interpretada por Livia Dabarian
Ritmo: Cha Cha Cha

6. Ticiane e Tutu: I'm a Believer [The Monkees] (1966) *interpretada por Dunga
Ritmo: Jive

7. Jade, Lexa & Suzana: What a Wonderful World [Louis Armstrong] (1967) *interpretada por Thalita Pertuzatti
Ritmo: Jazz

8. Maytê e Yudi: Bang [Anitta] (2015) *interpretada por Talita Real e Lívia Dabarian
Ritmo: Tango

Encerramento: Don't Stop Believin' [Glee Version] (2009)


O programa foi gravado, todo mundo já sabe. Mas isso não significou falta de interação com o pessoal que estava assistindo de casa. Teve votação sim! Mion, Lisa e Tici disputaram o prêmio da noite, e por isso foram gravados três finais alternando o vencedor. Mais uma vez o público se mostrou em sintonia com as notas dos jurados: Mion foi o vencedor! O prêmio ele preferiu repassar para sua dançarina, Barbara Guerra, agora bicampeã no Dancing.

Mion e Bárbara: estreia campeã sob o comando da bicampeã!
Tinha como ser diferente?


O Dancing Brasil Especial foi um remédio para a saudade que estávamos da Rainha e do programa e também um aperitivo para a terceira temporada que chega já em janeiro, a partir do dia 17. Serão 15 novos concorrentes na maior e melhor pista de dança do Brasil sob o comando da nossa Dancing Queen. E a gente? Como fica até lá?

Ansiedade nível... DEZ!!!


Comentários
1 Comentários

Um comentário:

Andrey Castro disse...

Adorei a resenha. O dancing especial tava demais. E msmo sendl gravado ficou em 1° lugar no Twitter.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...